domingo, 12 de fevereiro de 2012

Como drogas anti-psicoticas levam a obesidade e diabetes


Diversas drogas anti-psicóticas provocam danos metabólicos como obesidade e diabetes. Um estudo do Instituto de Pesquisa Medica de Sanford-Burnham mostrou que algumas drogas anti-psicoticas interferem no metabolismo ativando uma proteína chamada SMAD3, importante para o caminho do fator de crescimento b (TGFbeta). As drogas que não atuam nesta via não provocaram alteração metabólica.

O caminho do TGF-beta é um mecanismo celular que regula alguns processos biológicos, dentre deles o crescimento celular, a inflamação e a sinalização de insulina. A ativação do SMAD3 por estas drogas são completamente distintos de seus efeitos neurológicos, levantando a possibilidade de produzir novas drogas com atividade benéfica para o cérebro, porem sem os efeitos metabólicos negativos.

“ Acreditamos que muitas drogas anti-psicoticas causam obesidade e diabetes porque ativam o caminho TGFbeta. De todas as drogas que estudamos, aquelas que não provocaram obesidade e diabetes foram as que não ativaram o caminho TGFbeta.,” diz Fred Levine, Md, PHd, diretor do Centro de Estudo da Saúde da Criança de Sanford.

O caminho TFGbeta também tem um papel importante nas doenças metabólicas de  pessoas que não tomam estas drogas. “Sabemos que indivíduos que tem altos níveis de TFGbeta tem maior probabilidade de desenvolver diabetes. Esperamos que estas novas informações possam levar as empresas farmacêuticas a desenvolverem novas drogas anti-psicoticas sem estes efeitos indesejaveis.“  adicionou Dr Levine.

Fonte: Yahhonews.com
          Molecular Psychiatry doi:10.1038/mp.2011.186